Notícias

ACT 2017: RH da Petrobrás envia proposta sem aguardar mesa de negociação

Começa reunião de ACT com uma hora de atraso. Acompanhe os acontecimentos, em tempo real, aqui

10/11/2017
ACT 2017: RH da Petrobrás envia proposta sem aguardar mesa de negociação

Embora a reunião estivesse prevista para iniciar às 14 horas, a gerência do RH enviou a proposta na parte da manhã para o e-mail da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP). Antes mesmo de se sentarem à mesa de negociação.

Leia a proposta, que será apresentada na tarde desta sexta-feira (10).

Mais uma vez, a direção da Petrobrás segrega os petroleiros ao marcar mesas de negociação em horários distintos com as duas federações. Embora Pedro Parente não respeite, exaustivamente, a FNP reafirma a defesa de mesa única.

A reunião será realizada na Universidade Petrobrás (Edicin), no Rio de Janeiro.

Reunião em tempo real

14 horas 30 minutos: Atraso – Reunião ainda não iniciou.

15 horas: Começa reunião.

15 horas 01 minuto: Neste momento acontece o preâmbulo.  A palavra está com Agnelson Camilo, diretor da  FNP e do Sindipetro-PA/AM/MA/AP, que informa que a Federação já tem conhecimento da proposta e afirma que durante a reunião irão abordar questões que não ficaram claras no documento enviado nesta sexta. Ele também informa que, posteriormente, a proposta passará por uma análise da categoria, por meio de assembleias.

15 horas 10 minutos: Uma funcionária da REDUC com problema de saúde expõe sua situação. Ela convive entre idas e vindas durante 11 anos, além de liberações do INSS e reapresentações no seu local de trabalho, onde a própria Petrobrás informa a inaptidão da trabalhadora. Os representantes do RH informam que estão resolvendo o problema. “Estou tendo problemas para adquirir medicamentos e garantir a sustentabilidade de minha família” – disse.

15 horas 30 minutos – Fabíola Mônica, diretora do Sindipetro-RJ, relata informações sobre os anistiados da Petrobrás, discutidas durante reunião com a empresa, na última quinta-feira (9). Segundo ela, esses trabalhadores foram demitidos no passado por conta de perseguições políticas  e planos econômicos.

15 horas 33 minutos - José Luiz Marcusso, gerente executivo de Recursos Humanos da Petrobrás apresenta e comenta a proposta. Resumidamente, explica que a companhia mantém a tabela  HETT, mas com pagamento de 75%;  horas extras de jornada em 75%, valendo a partir de 1 de dezembro; Reajuste nas tabelas dos benefícios educacionais e programa Jovem Universitário (não será extinto) em 1,73%; Permanência do adicional do Estado de Amazonas e Gratificação de campo terrestre com reajuste de 1,73%; Vale Refeição/alimentação para 1.143,34, sem consideração do auxílio no cálculo de férias e 13º; Manutenção do conteúdo de AMS e SMS; Redução opcional de jornada com redução de 5 para 4 dias semanais para os empregados de regime ADM com redução proporcional de 20% no salário.

15 horas 40 minutos - Em Benefício Farmácia vão incluir doenças psiquiátricas. Marcusso informa ainda que reviram a cobertura, que passa a cobrir agora medicamentos com custo unitário a partir de R$ 150 reais.

16 horas – Gerente de RH também informa que a vigência do ACT será de 2 anos.

16 horas 20 minutos - Termina reunião e direção da FNP afirma que retirada de direito permanece na proposta e que vai indicar rejeição. Agora, direção executiva da Federação Nacional vai se reunir na sede do Sindipetro-RJ para avaliar a proposta e definir os próximos passos.

Tags act petrobrás mesa de negociação

Contato

Avenida Presidente Vargas
502, 7º andar, Centro
Rio de Janeiro-RJ
CEP 20071-000
fednacpetroleiros@gmail.com

Newsletter

Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos