Notícias

ACT 2017: RH da Petrobrás recua e prorroga o ACT

Nova proposta deve ser apresentada até o dia 15 de dezembro. Mas, executivos do RH não garantem manutenção dos direitos dos trabalhadores. Petroleiros realizam atrasos e mobilizações

Por Vanessa Ramos, jornalista da FNP | 29/11/2017
ACT 2017: RH da Petrobrás recua e prorroga o ACT

A crescente pressão da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP) contra a proposta de ACT apresentada pela empresa obrigou executivos do RH a recuar. Após a FNP informar que todas as suas bases rejeitaram a proposta por ampla maioria, RH informou, em reunião nesta terça-feira (29), que a prorrogação do ACT vigente foi aprovada até o dia 31 de dezembro.

Em reunião, o RH informou que uma nova proposta será apresentada até o dia 15 de dezembro. No entanto, não se comprometeram em manter os direitos dos trabalhadores. Alvos de acaloradas críticas, as alterações no Benefício Farmácia; nas férias, nas horas extras, além de outros pontos, correm o risco de serem mantidos intactos.

Por isso, a saída pela tangente é absolutamente sensata: mobilização; mobilização e mobilização de petroleiros dispostos a desafiar as manobras perversas de Pedro Parente, a fim de privatizar a Petrobrás.

Assim, a FNP convoca todos os petroleiros a participar das mobilizações. Atrasos já acontecem em várias bases. A categoria está em assembleia permanente e decidirá os próximos passos. Acompanhe e participe!

Mobilizações

Sindipetro Alagoas/Sergipe - aprovada a greve do dia 5 de dezembro e atraso de 1 hora. Manter atrasos em todos os turnos até fechar ACT.

Sindipetro Litoral Paulista – em assembleia permanente.

Sindipetro Pará/Amazônia/Maranhão/Amapá – Mobilização no Terminal de Belém (PA), com atraso de 1 hora HA e 2 horas turno, além de assembleia no embarque para Urucu. Os petroleiros/as da Amazônia decidiram manter o estado de greve enquanto aguardam a apresentação de um novo texto para o ACT 2016-2017. Mostrando a força do movimento, a direção da Petrobras prorrogou a validade do atual acordo até 31/12, de modo a desmobilizar a greve que começaria hoje. A diretoria do Sindipetro PA/AM/MA/AP realizou assembleias nas unidades e no embarque do Urucu para avaliação do movimento. Nelas, os/as trabalhadores/as demonstraram o entendimento de que deve-se aguardar a próxima proposta. Caso a empresa ainda insista em retirar qualquer direito e não seja feita a reposição da inflação do período, será dado início à greve por tempo indeterminado. Também foi deliberada nas assembleias a participação da categoria na Greve Geral de 5 de dezembro contra a Reforma da Previdência. As votações demonstraram que a base está unida ao conjunto da classe trabalhadora contra os ataques de Temer e do Congresso corrupto.

Sindipetro Rio de Janeiro CENPES - No Cenpes também houve concentração em frente à unidade, com atraso de 2 horas na entrada e participação dos petroleiros do turno e do administrativo. Os petroleiros aprovaram que seja cobrada da Petrobrás a apresentação de nova proposta o mais rapidamente possível e, para isso, a categoria continua em mobilização permanente. Nova assembleia acontece segunda-feira 4, às 11h30, na Portaria 1, para organizar a participação na Greve Geral de terça (5/12). Nesse sentido, o dia 5 será encaminhado a federações e sindipetros como indicativo de greve petroleira unificada. Outras deliberações foram: intensificar a luta contra o rebaixamento salarial e as demissões de terceirizados e, para o ACT 2017, pressionar pela manutenção do Benefício Farmácia. Os petroleiros do Cenpes fizeram mais um atraso nesta quinta (30), pela manhã, com participação de turno e administração. Seguindo deliberação de assembleias, vão continuar realizando atrasos até a assinatura do ACT.

EDISEN - Os petroleiros do Edisen atrasaram a entrada em 2 horas, na manhã desta quarta-feira 29, decidindo pela suspensão da greve por tempo indeterminado, considerando o cenário de mobilização, mas participando da greve nacional contra a reforma da previdência, na próxima terça (5/12). A proposta é incluir pautas como a suspensão da forma de equacionamento proposto para a Petros e a defesa dos terceirizados, reafirmando a necessidade de que não haja nenhuma perda de direitos no ACT 2017. Na segunda (4/12), às 12h30, fazem panfletagem na porta do Edisen, convocando para a Greve Geral de 5/12. E na sexta-feira (8/12), ao meio-dia, os petroleiros do Edisen fazem nova manifestação em frente à unidade.

TABG - No TABG os petroleiros fizeram uma concentração pela manhã, com atraso de 1 hora. Eles também aprovaram a manutenção do estado de greve e continuam em assembleia permanente, indicando a participação na Greve Geral da próxima terça (5/12), a partir das orientações gerais da FNP.

TEBIG - Os petroleiros das áreas principal e auxiliar fizeram assembleias, aprovando indicativo de participar das mobilizações para a Greve Geral de 5/12. Neste dia haverá nova assembleia, às 7h30, para decidirem sobre os próximos passos de sua mobilização.

VENTURA - Houve concentração pela manhã, com os petroleiros reafirmando as críticas da categoria à proposta de ACT da Petrobrás. Na segunda-feira 4, a partir das 12h30, eles fazem assembleia para decidir sobre a forma de participação na Greve Geral do dia 5/12.

EDISE - No Edifício-Sede houve concentração pela manhã e ato, na hora do almoço, com os petroleiros reafirmando a necessidade de luta pelo ACT e contra a privatização. Os petroleiros também reivindicaram a democratização na Petrobrás, com a proposta de que os cargos de hierarquia da empresa sejam preenchidos por eleição direta. Houve ainda continuidade da eleição simulada para a presidência da Petrobrás.

Sindipetro São José dos Campos – atraso de 1 hora 30 minutos no turno e 1 hora pro HA e aprovação de participação na Greve geral do dia 5 de dezembro. Estão em assembleia permanente desde o dia 2 de outubro. Atrasos em todos os turnos acontecem desde segunda-feira (27).

 

 

 

Tags mobilização atraso act

Contato

Avenida Presidente Vargas
502, 7º andar, Centro
Rio de Janeiro-RJ
CEP 20071-000
fednacpetroleiros@gmail.com

Newsletter

Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos