Notícias

5 de dezembro, Dia Nacional de Luta

Trabalhadores da Revap fazem corte de rendição e atrasam entrada

06/12/2017
5 de dezembro, Dia Nacional de Luta

Os trabalhadores do grupo 2 e horário administrativo da Revap atrasaram em três horas a entrada na refinaria nesta terça-feira (5) do Dia Nacional de Lutas. Os trabalhadores só entraram ao trabalho às 10h, conforme deliberado em assembleia, por ampla maioria.

Esta foi a continuidade das mobilizações que começaram na noite de ontem, quando os companheiros do Grupo 4 aprovaram o corte de rendição e pegaram a Petrobras desprevenida, sem nenhuma contingência.

As mobilizações indicam a disposição de luta dos petroleiros de São José dos Campos contra a Reforma da Previdência, que vai penalizar toda a classe trabalhadora. Além disso, os petroleiros já entenderam que é preciso apertar o cerco para pressionar a Petrobras para que apresente uma proposta que atenda aos interesses da categoria, não retire direitos e garanta todos os benefícios que foram concedidos ao longo de anos de lutas.

 “A partir de agora, vamos intensificar nossas mobilizações assim. Fazendo corte de rendição em dias alternados, pra pegar a empresa de surpresa.  Vamos subir a temperatura pra mandar o recado pra Petrobras que aqui ninguém vai aceitar acordo rebaixado, porque temos sim disposição de luta. Estão apostando no cansaço, achando que a próxima proposta será facilmente aprovada. Mas, se precisar, faremos sim uma greve natalina”, disse o presidente do Sindipetro-SJC, Rafael Prado.

Apoio

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Antonio de Barros, o Macapá, compareceu à assembleia para apoiar a mobilização dos petroleiros. “Na categoria metalúrgica, os trabalhadores também se mobilizaram hoje. Os trabalhadores da GM dizeram uma grande manifestação. A Reforma da Previdência é um ataque contra a classe trabalhadora e é um absurdo que muitas centrais sindicais tenham anunciado o cancelamento das manifestações de hoje”, disse.

Além dos metalúrgicos, também se mobilizaram nesta terça-feira os trabalhadores da Johnson e da Urbam, que estão em greve.

Fonte: Sindipetro-SJC

Tags mobilização Revap reforma previdência petrobrás

Contato

Avenida Presidente Vargas
502, 7º andar, Centro
Rio de Janeiro-RJ
CEP 20071-000
fednacpetroleiros@gmail.com

Newsletter

Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos